25 agosto, 2014

Under Construction

Meus amigo(a)s, 



Perdoem-me a ausência! Estive viajando e na semana que voltei, iniciei um novo emprego que tem tomado muito do meu tempo livre. 
Aos poucos vou acertando meu horário e espero logo voltar a compartilhar mais estudos com vocês. É que ultimamente estou focada no meu trabalho. 

Falando nisso, para quem vive em Cuiabá, digo que estou desenvolvendo saladas de acordo com meus estudos em biodietética e nutrição ayurvédica. Toda noite sirvo uma salada diferente de acordo com a mercadoria que a loja recebe no dia, entre outros. Tudo eu mesma que preparo, como os croutons, carpaccio, torradas, dressings (molhos), etc. A combinação de ingredientes faço de acordo com preceitos ayurvédicos, e descobri médicos alopatas utilizando a mesma tabela de combinação de alimentos, com explicação mais ocidental. Essa tabela vou disponibilizar aqui em breve. Ela visa promover uma melhor digestão durante as refeições, dando aquela sensação de leveza após devorar um belo prato. 

salada do dia no meu instagram @quelv


O espaço abriu há apenas 2 semanas e além da famosa padaria (para quem já conhecia a Estação do Pão), há um empório gourmet, lanchonete e cafeteria. Para quem não conhece e para os desatualizados de plantão, a loja foi aberta no sistema Soft Opening, uma excelente maneira de testar os serviços antes mesmo de definir a proposta final. Sem propaganda, sem nada. O público ajuda a reconhecer as falhas e seria educado dizer aos gerentes de plantão suas opiniões. De um modo geral, o público está gostando, não só a arquitetura do local, algo inexistente na cidade com pouquíssimas (para não dizer nenhuma) atrações do gênero, mas também produtos que antes não se encontrava por aqui. Mas relaxem, não vão esperando encontrar de tudo porque o mercado não é tão grande, mas é rico. 

Curtam e conheçam a fanpage da Padaria do Moinho. Aproveitem para deixar suas impressões, sugestões, etc., durante essa fase de testes, ao invés de bancar o advogado do Diabo e esbanjar toda falta de finesse e educação que muitos brasileiros, infelizmente, têm. 
Eu já rodei meio mundo e posso dizer que está a altura de estabelecimentos de muitos países europeus. Vi um restaurante em um posto de gasolina próximo a Lausanne (Suiça) com uma proposta similar, mas bem menor.  
Um segredo: meu sonho é ver o dia que nosso país vai dar um fim na desigualdade social. Para vocês que viajam o mundo, já devem ter notado que não existe escravos nos países de primeiro mundo (bem... isso é bem menor e escondido em alguns, rs). As pessoas se servem, empacotam, jogam a sujeira no lixo, devolvem o prato numa bancada, etc... Nada de escravos e funcionários são iguais os clientes (como seres humanos). Portanto, respeitem a nova proposta ;-)     

Enquanto isso, postarei artigos que já estavam engatados e receitas. Volto em breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário