19 setembro, 2009

Contra a estupidez: salvem a flor de sal!

tirinha do André Dahmer: http://www.malvados.com.br/


Leia o artigo neste site:

Depois continue aqui:

Para essas informações, só me cabe repetir as palavras de Álvaro Pessoa:
Existem aqueles que deixam o fracasso lhes subir à cabeça. Essa é hoje uma doença endêmica entre os chefes de estado (com letra minúscula mesmo) da América Latina.

Já escrevo sobre o fingimento industrial quanto a responsabilidade social e ambiental no site http://www.luizprado.com.br/ . E o próprio Luiz Prado é realmente perspicaz quando o assunto é "me engane que eu gosto" ambientais e políticos. Méritos para o Álvaro Pessoa também, esses dois são homens raros que realmente se colocam no seu lugar.

O governo e a grande maioria dos tomadores de decisão do país ainda estão longe de adquirir sabedoria para tomarem decisões por todos. Deem espaço ao sábios, eles sabem o que fazer.

Acordem!

Um comentário:

  1. É uma barbaridade, mas esse negócio de "me engana que eu gosto", se faz cada vez mais presente em nosso dia a dia, e me faz lembrar de uma expressão muito antiga. "Tem gente que se comporta como vaquinha de presépio". Que pena.

    ResponderExcluir