04 maio, 2008

Gulab Jamun (Docinhos mergulhados na calda de água-de-rosas)


Vocabulário lúdico-culinário.

Doce – Palavra açucarada que às vezes acompanha o algodão. A razão de João e Maria ficarem atraídos pela casa de biscoitos. Sabor agradável que fica na boca dos amantes após o beijo. Dias ensolarados ou chuvosos, desde que sejam compartilhados com os que amamos. Um olhar junto. Uma goiabada com queijo. Um beijo com desejo. Um abraço com todo o conjunto. Sorriso de criança. Qualquer sorriso que venha de dentro e ultrapasse os dentes. Um “eu te amo” dito ao ouvido com destino direto ao coração. Pôr-do-sol de mãos dadas. Amigos verdadeiros. Amor de verdade. Receita feita com punhados de cuidado e baldes de carinho. Nome que se pronunciado na cozinha da tia atrai formigas gigantes que andam sobre duas pernas e sorrisos sem ter fim.
Raquel Medeiros


Gulab Jamun



Comentários sobre esse doce: Simplesmente delicioso!!! Aprendi em um livro que me inspira todos os dias, da cozinha indiana. E também já ganhou um novo nome dos que provaram (né mãe?!), Manjar dos Deuses!

Doce como a vida tem que ser, como esse texto, como esse doce...!!!


200gr de leite em pó integral
1/2 colher (chá) bicarbonato de sódio
25gr manteiga amolecida ou ghi ou óleo
1/2 colher (chá) cardamomo em pó
leite fresco
750gr açúcar
1 colher (sopa) de água-de-rosas ou algumas gotas de essência de rosas.
25gr farinha de trigo


Numa panela, faça uma calda fervendo 750ml de água com açúcar. Depois de ferver por 3 minutos, junte a água-de-rosas e retire do fogo.
Em panela separada, misture o leite em pó, a farinha de trigo, o bicarbonato de sódio e o cardamomo. Aqueça o leite, juntando-o à mistura. Misture bem a massa, desligue o fogo. Aguarde esfriar um pouquinho e faça as bolinhas, com + ou - 2 cm diâmetro (ela cresce quando frita). Se a massa ficar muito dura, acrescente leite, sempre aos poucos.
Numa frigideira sobre o fogo baixo, aqueça o ghi (ou óleo, como preferir), mas não deixe esquentar demais, pois somente o lado externo das bolinhas ficará cozido. Frite as bolinhas e mexa-as continuamente, impedindo que grudem no fundo da panela, até que elas comecem a flutuar na superfície e fiquem com uma cordourada escura.
Aqueça novamente a calda de açúcar por 2 a 3 minutos e retire do fogo. Retire todas as bolinhas, escorra e mergulhe-as na calda. Mantenhas-as na calda por 2 horas (ou muito mais, se possível até 2 dias) antes de servir.
Obs: Fica bem mais gostoso se você deixar esses dois dias.

Bon appétit! 

3 comentários:

  1. prepara pra mim ;~~ gostei do texto...doce... XD

    ResponderExcluir
  2. Oi. Eu achei interessante a receita, mas onde é que eu consigo essa "água de rosas"?

    ResponderExcluir
  3. Hummmmmmmm!!!!! Provei hoje em um Restaurante Indiano e eh uma D-E-L-I-C-I-A!!!!
    Isso prova minha primeira visita a esse blog: pesquisar a receita dessa sobremesa gostosissima!!!!
    Ah! O texto eh lindo! Muito DOCE rsrsrsr!!!!!

    Beijocas

    ResponderExcluir